Da sorte e outros fragmentos…

Talvez eu nunca tenha dito, mas eu sou um cara sortudo, tenho comigo uma grande mulher e como já estava dito: “Atrás de todo grande homem existe uma grande mulher“.

Nos bastidores: seguimos atualmente com nossos grandes planos e caminhando para obtermos sucesso neles. Todavia, primeiro estamos “preparando o campo”, saldando velhas pendências para que possamos começar nossas pendências já de casa, já que nossas pendência são praticamente em comunhão.

Uma das coisas que fico mais impressionado com o amor, é como ele nos deixa necessários um ao outro. Sem ela – minha menina- perco o controle, a calma, a paciência, a atenção, perco o chão. Sempre que estamos bem, é aquela mágica, o dia passa rápido, a semana inteira passa rapidissíma, tudo dá certo e parece que o mundo está torcendo para eu ir encontrá-la. Se temos algum problema, o dia inteiro vai mal, vem aquele aperto chato no peito, aquela dor de cabeça que por mais remédios que você tome, não passa, marcando sempre na sua cabeça: “é a falta dela!”.

“É exatamente assim que fico sem ela”

Pois bem, contudo meus amigos, ser o sortudo em tê-la não é o suficiente para tê-la a vida inteira, então cabe a nós, amantes e amados, cuidarmos bem dessa pessoa que é tão necessária para nossa convivência social e sanidade mental. Tem de ser atencioso, prestar mais atenção também as necessidades dessa pessoa, afinal não é uma relação unilateral, não é apenas VOCÊ que precisa dela ali, ela também precisa de você, seja o que for, por mais que tenha tudo, se está com você  – e se isso já faz um bom tempo, é porque de alguma forma precisa.

Sabe, a sorte não estar apenas em achar uma pessoa bonita, com quem você se sinta bem em estar de mãos dadas, a sorte maior é achar alguém com caráter, achar alguém com vergonha própria e respeito por si e pelo seu companheiro. Masculinamente falando, ter uma mulher ao lado hoje em dia, não há dificuldade nenhuma, não tenho o mínimo intuito ofendê-las mulheres -a não ser que a carapuça sirva, temos mulheres disponíveis em toda parte,  se não, se põe a disponibilidade em um segundo. Difícil mesmo é achar uma mulher que esteja dedicada, que seja fiel e adoradora apenas da pessoa que ama e se você tem uma ao seu lado, cuide meu amigo! Cuide com todo o seu dispor, pois a sorte fez a parte dela pondo-a em seu caminho, faça você a sua.

“Estou contigo e não abro, minha menina!”

Ame-a, agrade-a, cuide muito bem de seu amor, não precisa ser com produtos de alto-custo. Gestos simples, pequenas demostrações, sorrisos sinceros agradam bem mais que isso. Apesar de que atualmente existam inúmeros casais que persistem pela necessidade material -leia dinheiro e sustento, antes das necessidades do coração, mas ali não há alegria quando um está ao lado do outro e sempre um dos dois lados tem sempre um motivo para que não estejam juntos, os sorrisos nunca são sinceros.

Para finalizar só quero deixar dito que:

“Amor, sou muito grato por você e ao todo que dispões a mim, sem oferecer dificuldades, obstáculos ou má vontade, pois tudo que fazes, sei que é de coração, sem nada pedir em troca. Humildemente, quero dizer que te amo e  sem você viver é foda!”  – da arte de estragar tudo no fim, original da personalidade masculina.

Anúncios

Dicas para para mulheres desesperadas parecerem completamente patéticas

Que mulher nunca leu uma revista feminina? Tudo começa na adolescência com a capricho, é muito amor, né? Aquelas páginas coloridas, os colírios e todas as dicas “valiosas”. O tempo passa e as meninas, agora mulheres, se dividem, algumas leem a NOVA, Cláudia, Marie Claire e outras leem as de fofoca ou de donas de casa prendadas, nada contra nenhuma, dou uma olhada em todas no salão da Rosicreide, mas meu rico dinheirinho não dou fácil assim, não!

Se nada der certo, tem uma sorveteria aberta!


Há alguns dias, vi várias blogueiras tuitando sobre uma matéria da NOVA e fui ver qual o motivo do alvoroço, quando abro a página, lá estão elas: As dicas!

A revista intitulou o texto como um “guia de etiqueta sexual nos primeiros encontros”. Eu li e pensei, quem escreve isso? Quem aprova isso? E o pior: Quem segue essas dicas?

Desde quando a gente precisa de um guia para discernir o que é certo e o que é errado no nosso relacionamento? Cada relacionamento é único, cada casal sabe como levar o relacionamento sem precisar de uma cartinha que diz: Isso pode, isso tá cedo, isso não pode. Erros de compatibilidade existem, relacionamentos acabam, relacionamentos por interesse também existem e não há guia no mundo que possa impedir o fluxo natural das coisas.

No guia, tem uma pequena introdução que fala sobre o primeiro encontro e das milhares de dúvidas que permeiam a cabeça das mulheres (engraçado que nessas revistas, só a mulher tem dúvida), as dúvidas vão desde sexo no primeiro encontro até hora certa de dizer “eu te amo”.

Eu acho inadmissível que uma mulher precise buscar respostas para esses questionamentos, e que tenha esses questionamentos. Não existe hora certa e errada! Se você diz eu te amo no primeiro dia ou depois de 2 anos e o cara não tá nem aí pra você, que diferença essas 3 palavras fazem? Nenhuma! Se o cara gosta, ele não vai pular fora por ter ouvido isso na hora que deu o primeiro gole na bebida, ele pode até engasgar, mas não vai correr!

Eu e o Ronei estamos juntos há 3 anos e 11 meses e se não me falha a memória, a gente disse isso antes de completar o primeiro mês, foi uma coisa mútua, mas acho que naquele momento quem falou “eu te amo” foi a paixão, o amar mesmo, vem com tempo, com a convivência, mas e aí, isso muda tanto as coisas assim? Nem muda, acontece que as mulheres estão tão cobertas por uma insegurança que não importa o que façam, acham que falta algo, que fizeram algo errado e só essas 3 palavrinhas podem trazer a “sanidade” de volta.

Não gosto muito de falar sobre sexo no blog (até porque não é a proposta), então, aqui vai o link da página da NOVA com o guia ridículo, mas já aviso: Com 6 meses de relacionamento, já pode dizer “eu te amo” e em seguida também pode falar sobre sexo anal, as duas coisas estão lado a lado no guia! SEM MAIS!

Hoje, novamente no twitter, vi uma indicação do @cafa para um texto no blog dele, manual do cafajeste (para mulheres), onde ele dá sua opinião sobre outra matéria ridícula da NOVA “30 manobras sexuais extra hot (sem usar as mãos!)”, como disse antes, não gosto de falar de sexo aqui no blog, mas não pude deixar de comentar isso. A NOVA deu 30 dicas de como ser uma completa babaca na cama (sem as mãos), se você tem duas mãos e tantos outros atributos, porque querer parecer um cotoco? Isso a NOVA responde, mas lá no blog do cafa tem um texto muito bom sobre essas dicas “Manobras sexuais para você pagar mico na cama“, portanto, não vou me aprofundar mais, vale o clique!

#LingerieDay

A moda das redes sociais da vez, são as marchas para conseguir alguma coisa e para quem é novo no twitter, pode estar sem entender o tal #LingerieDay nos TTBr, evento que acontece desde 2009, onde as mulheres colocam fotos de lingerie no avatar do twitter. Como começou, eu não faço idéia, mas se tornou gigantesca a adesão de mulheres ao #LingerieDay!

Mulheres lutam para serem tratadas igual aos homens, querem parar de ouvir piada de mulher no volante e de loira, mas na primeira oportunidade (ou não), apela para o corpo. Obviamente, nudez sempre vai ter público, mesmo que seja um público de adolescentes de 12 aos 16 anos, tem!

Vejo em muitas contas de meninas que colocam sua lingerie CeA dividida em 5x sem juros, rostos lindos, corpos mais lindos ainda e que não vão ganhar nada com isso. Eu sei que o #LingerieDay tá atraindo as revistas masculinas e a industria pornográfica e que isso dá algum dinheiro, e que algumas marcas de lingerie estão premiando as meninas com lingeries, mas será que é isso mesmo que elas querem? Será que essa exposição toda vale a pena?

Não vou dizer que isso é coisa de mulher que não presta e blá blá blá, porque não acho isso. Adoro lingerie, amo ver o desfile das Angels da Victoria’s Secret, e não acho que quem usa lingerie ou posa para fotos de lingerie não presta, mas acho que a microfama anda fazendo a cabeça de algumas meninas, e acredito que de alguma forma elas sentirão isso uma hora, mesmo que seja só um arrependimento lá no fundo do coração, pode ser tanto por críticas de família, por fofoca sobre as fotos, namorado que descobre as fotos do passado e termina, mesmo sendo tudo uma injustiça (por assim dizer), vai ser doloso.

No #LingerieDay que acompanhei ano passado no twitter, vi todo tipo de foto, feias mesmo e até sem lingerie, ou apenas vulgar em poses escancaradas e apelativas, mas vi umas lindas, umas que não mostravam praticamente nada e mesmo assim, estavam bem sensuais. Porque é isso, a sensualidade não está na exposição escancarada da depilação que você fez semana passada, a sensualidade está em pequenas atitudes, em mostrar pouco para que sintam curiosidade de ver o que ainda não foi mostrado…

A participação nas mídias socias já nos expõe mais que o normal. Hoje, você não faz nada, sem que antes ou depois noticie o fato na internet. Colocar uma lingerie e satisfazer o ego masculino vai te acrescentar o que? E não venham me dizer que essas fotos são para satisfazer vocês mesmas, que não é, né!

Quando penso em foto de lingerie, sempre associo as Angels, mas elas tem carreira sólida, desfilam as lingeries e ganham muito bem para isso e é sensual e não apelativo, por aqui, podemos ver as mulheres frutas, que se expõe para tentar se manter na mídia e ver se conseguem algum dinheiro assinando com revista masculina ou fazendo um filme pornô, reduzindo a carreira toda a pornografia.

Será que vale a pena ser a próxima mulher (insira o nome da fruta aqui)?

P.s Não participo e não participarei nunca do #LingerieDay, mas não condeno quem participa, só acho que vale a pena pensar sobre!

Angels Brasileiras : Adriana Lima, Alessandra Ambrósio, Ana Beatriz Barro, Izabel Goulart e Isabeli Fontana!

Dicionário Feminino – uma loucura real

Esse post está no blog Universo Feminino e foi escrito por Karol Nogueira do Apartamento Fashion!

São coisas comuns, que todos falamos, mas quando somos nós mulheres para os homens (na sua maioria), vale uma observação para o significado real que essas palavrinhas simples podem ter! (Grifo meu)

Ler tudinho!


Quando a gente diz:

1. ÓTIMO: Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.
-> Portanto, ou você cala a boca e espera 30 segundinhos até tudo se acalmar, ou o circo pega fogo de uma vez.

2. CINCO MINUTOS: Se ela estiver se arrumando, significa meia hora.
-> Meia hora, no mínimo. É muito desagradável quando você ainda tá passando o rímel e o cara liga dizendo que já tá na frente da sua casa, te esperando. Por isso, comece a instalar joguinhos legais no celular, pra se distrair enquanto espera.

3. NÃO É NADA: Na verdade, quer dizer que tem algo errado. Ou você causou o problema, ou ela não quer contar.
-> A gente diz “não é nada”, mas na maioria das vezes queremos que o cara pergunte uma segunda vez e vá tentando advinhar através de estratégias mais inteligentes.

4. PODE IR: Isso é um desafio, não uma permissão. Não faça isso.
-> Ai, esse tal de “pode ir” é uma faca de dois gumes, né verdade? Muitas vezes o cara vai mesmo e, do alto do nosso orgulho, nada mais podemos fazer a não ser esperar o dia seguinte.

5. “SUSPIRO ALTO”: Normalmente significa que ela te acha um idiota e se pergunta porque ela está ali parada discutindo com você sobre nada.
-> Esse suspiro fecha a discussão, não há nada mais a declarar.

6. TUDO BEM: Significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar pelo seu erro.
-> Ou você acha que realmente está tudo bem e as coisas ficam por isso mesmo?

7. MUITO OBRIGADA: Se for em tom sarcástico, ela não está agradecendo. Muito pelo contrário.
-> Nossa senhora das causas perdidas, como é difícil pros homens entenderem nosso agradecimento irônico. Uma vez disse um “muito obrigada” e o cara ainda disse: relaxa, estou aqui pra ajudar mesmo. Hahaha. Belezinha.

8. TANTO FAZ: Ela está dizendo: f*da-se
-> A situação: você prefere ir ao cinema, mas vai rolar aquele almoço de domingo na casa da sogra. Ele, animado, comenta: “ah, não fica chateada, amor, semana que vem a gente vê o filme. Você prefere na quarta ou na quinta?”. A resposta você já sabe.

9. NÃO SE PREOCUPE, EU FAÇO: Significa que ela te pediu pra fazer algo várias vezes, mas agora ela mesma está fazendo.
-> E se você perguntar o que houve de errado, a resposta está no item 3.

Gostaram? Entenderam? Entendeu amor? HAHA Então, passem lá no blog Universo Feminino e comentem! 😉