#Contraoaumento

No mês de setembro, teve uma manifestação em Teresina contra o aumento do valor da passagem de ônibus de R$ 1,90 para R$ 2,10. A passagem baixou, graças a manifestação dos estudantes e agora, em janeiro, nas férias dos estudantes (achando que a luta acabaria), a passagem se fixou em R$ 2,10 e eles fizeram a Integração das linhas. Uma pessoa que pega 2 ônibus, pagaria só 1, PAGARIA, porque não é assim que funciona em Teresina. Aqui a pessoa paga R$ 2,10 e na próxima condução, paga R$ 1,05, e menos de 40% das linhas de ônibus possuem essa “integração”.

Agora, a população foi novamente as ruas, lutar por seu direitos e como já era esperado, foram recebidos com balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e socos e pontapés. Por ordem de alguém, a polícia militar e a tropa de elite estão tomando os celulares e câmeras dos manifestantes e quebrando, como se toda a pancadaria já não fosse suficiente. Mas pra quem eles vão recorrer, se a própria polícia tá fazendo isso? Se a própria polícia tá roubando os bens dos manifestantes? Provavelmente a mando do digníssimo prefeito Élmano Ferrer, o pior prefeiro que essa capital já teve e por incrível que pareça, o que mais faz propaganda da sua gestão, irônico, não?!

A manifestação está interditando ruas, parando ônibus, e tomando atitudes mais fortes, como depredar os ônibus que são sucateados, as paradas de ônibus que não protegem ninguém do forte sol de Teresina. Sem essas atitudes, não se tem uma batalha, e sem uma batalha, fica muito difícil ganhar uma guerra.

Força a todos os manifestantes que estão lá, sol a sol, chuva a chuva, com spray de pimenta, gás lacrimogêneo e aguentando muita pancadaria, mas sempre com um sorriso no rosto de quem luta por uma causa nobre e justa!

Anúncios

#aumentonaothe – Manifestação contra o aumento do passe de Coletivos em Teresina

#aumentonaothe

“Respeitar o direito dos outros”. É muita demagogia para um homem só.

Parabéns a toda estudantada piauiense, que isso sirva de lição a nós e às nossas futuras gerações. Não sejamos omissos a essa pilantragem governamental e as esses demagogos que vêm as mídias, que também vem modelando a causa do movimento, dominada pelos empresários afetados, falar sobre movimentos pacíficos e situações certas ou erradas para resolução de problemas.

Praticamente todos os anos a estudantada se reúne para “protestar” neste tipo de situação, uma vez ou outra quebrava-se um janelinha de um ônibus ou paravam-no para invadir. Sempre respeitando os cidadãos que estavam dentro dele, que saiam de pronto até mesmo com um sorriso no rosto, sorriso do sentimento de justiçado.

É triste ver que ‘cidadãos’ que talvez nunca precisaram de transporte coletivo, não pense além de seu nariz e agem de maneira irresponsável a um ato POPULAR, como este do vídeo abaixo:

A polícia por sua vez usou a não-violência com suas BALAS DE BORRACHA e SPRAY de Pimenta nas palavras do tenente da operação (vide vídeo a 1:18):

Por fim e sem mais delongas, o movimento tem que continuar. Que pare a prefeitura, que parem ônibus e que pare Teresina. Trabalhadores também devem ingressar ao movimento, tendo em vista que estes também dependem de ônibus para ir aos seus empregos. E assim com toda população unida, conquistamos nosso espaço e mostramos ao poder público que o povo AINDA DETÉM PODER COM SUA VOZ ATIVA.

#contraoaumento #aumentonaothe

BREVES IMAGENS sobre o manifesto que já se alonga ao 4º dia consecutivo de luta e provavelmente virão mais:

(clique para ampliá-las)

Mais detalhes, acompanhem o Twitter!

Que o próximo seja a luta pelo metrô! Que NUNCA funcionou como manda o projeto. Só tendo gastos do dinheiro público sem utilidade alguma ao POVO.

 

PS.: Desculpem pelo post “meia-boca” é que foi escrito durante o expediente, às pressas. Porém, essa é uma das formas como posso apoiar o movimento. 😉

UPDATE: Os estudantes venceram e a passagem voltou a ser R$1,90. Mas diz o prefeito que é por 30 dias… Será?!